Gestação: Conhecendo a realidade das aldeias indígenas no Brasil

dc.contributor.authorLopes, Marcelo
dc.contributor.authorAdriano, Cassio
dc.date.accessioned2021-08-12T13:52:41Z
dc.date.available2021-08-12T13:52:41Z
dc.date.issued2018
dc.description.abstractTrata-se de uma revisão de literatura com o objetivo de abordar a temática gravidez entre as populações indígenas do Brasil, abordando questões epidemiológicas do pré-natal. No que se refere aos dados de 2010 a 2015 referente à natalidade na população indígena, verificou-se aumento do ano de 2010 ate 2015. Sendo predominante a faixa etária dos 20 aos 24 anos de idade. Referente ao tipo de parto, a maioria deles 82% foram partos por via vaginal e 18% por cesariana. Quanto ao local de nascimento, verificou-se que 69% dos nascimentos ocorreram no hospital. Em relação as consultas de prénatal verificou-se que 38% dos casos realizaram de 4 a 6 consultas, logo 25% realizaram de 1 a 3 consultas, 26% realizou 7 ou mais consultas.
dc.identifier.citationLOPES, Marcelo; ADRIANO, Cassio. Gestação: Conhecendo a realidade das aldeias indígenas no Brasil. Brazilian Journal of Surgery and Clinical Research, v. 23, n. 1, p. 48-52, 2018.
dc.identifier.isbn2317-4404 (online)
dc.identifier.urihttps://repositorio.bvspovosindigenas.fiocruz.br/handle/bvs/4529
dc.language.isopt_BR
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanos
dc.subject.decsBrasil
dc.subject.decsComportamento Reprodutivo
dc.subject.decsGravidez, Parto e Puerpério
dc.subject.otherGravidez na Adolescência
dc.titleGestação: Conhecendo a realidade das aldeias indígenas no Brasil
dc.typeArticle
Files
Original bundle
Now showing 1 - 1 of 1
Loading...
Thumbnail Image
Name:
718864965.pdf
Size:
214.35 KB
Format:
Adobe Portable Document Format