Desigualdade social nas taxas de cesariana em primíparas no Rio Grande do Sul

dc.contributor.authorFreitas, Paulo Fontoura
dc.contributor.authorDrachler, Maria de Lourdes
dc.contributor.authorLeite, José Carlos de Carvalho
dc.contributor.authorGrassi, Paulo Recena
dc.creator.affilliationUniversidade Federal de Santa Catarina. Programa de Pós Graduação em Saúde Pública. Centro de Ciências da Saúde. Florianópolis, SC, Brasil.en_US
dc.creator.affilliationSchool of Allied Health Professions. Institute of Health. University of East Anglia. Norwich, UKen_US
dc.creator.affilliationSchool of Allied Health Professions. Institute of Health. University of East Anglia. Norwich, UKen_US
dc.creator.affilliation. Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul. Coordenadoria de Informações em Saúde. Porto Alegre, RS, Brasilen_US
dc.date.accessioned2020-02-12T14:28:04Z
dc.date.available2020-02-12T14:28:04Z
dc.date.issued2005
dc.description.abstractObjetivo: Investigar o efeito das desigualdades sociais nas taxas de cesariana em primíparas, com gravidez única e parto hospitalar. Métodos: Estudo realizado no Estado do Rio Grande do Sul em 1996, 1998 e 2000. Foram utilizados dados do Sistema de Informação de Nascidos Vivos no cálculo das taxas anuais e das razões de chance de cesariana (RC) brutas e ajustadas para condições sociais (escolaridade e idade maternas, etnia/cor da pele e macro-regional de saúde), duração da gestação e número de consultas pré-natal. Resultados: A taxa de cesarianas foi de 45%, e acima de 37% para todas as macro-regionais. As taxas aumentaram entre: mulheres de etnia indígena e negra, mulheres com mais de 30 anos, residentes nas macro-regiões Metropolitana, Vales e Serra, e com mais de seis consultas no pré-natal. Razões brutas e ajustadas indicaram taxas negativamente associadas para todas as categorias de etnia/cor, quando comparadas à cor branca da pele do recém-nascido, em especial para etnia indígena (RCaj=0,43; IC 95%: 0,31-0,59), positivamente associadas à escolaridade (RCaj=3,52; IC 95%: 3,11-3,99) e idade maternas mais elevadas (RCaj=6,87; IC 95%: 5,90-8,00), e maior número de consultas pré-natal (RCaj=2,16; IC 95%: 1,99-2,35). Os efeitos de idade e escolaridade mostraram estar parcialmente mediados pelo maior número de consultas pré-natal nas mulheres com idade e escolaridade mais elevadas. As taxas variaram entre as macroregionais, sendo maiores na região da Serra, economicamente mais rica. Conclusões: Altas taxas de cesariana no sul do Brasil constituem problema de saúde pública e estão associadas a fatores sociais, econômicos e culturais, os quais podem levar ao mau-uso da tecnologia médica na atenção ao parto.en_US
dc.identifier.citationFREITAS, Paulo Fontoura; et al. Desigualdade social nas taxas de cesariana em primíparas no Rio Grande do Sul. Revista de Saúde Pública, v. 39, n. 5, p. 761-767, 2005.en_US
dc.identifier.issn1518-8787
dc.identifier.urihttps://repositorio.bvspovosindigenas.fiocruz.br/handle/bvs/1489
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade de São Pauloen_US
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.decsBrasilen_US
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.decsEpidemiologiaen_US
dc.subject.decsSaúde da Mulheren_US
dc.subject.decsSistemas de Informação em Saúdeen_US
dc.subject.decsDesigualdades em Saúdeen_US
dc.subject.decsGravidez, Parto e Puerpérioen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherEpidemiologiaen_US
dc.subject.otherRegião Sulen_US
dc.subject.otherRio Grande do Sulen_US
dc.subject.otherSaúde da Mulheren_US
dc.subject.otherEstudos Epidemiológicosen_US
dc.subject.otherDesigualdades em Saúdeen_US
dc.subject.otherSistemas de Informação em Saúdeen_US
dc.subject.otherGravidez, Parto e Puerpérioen_US
dc.subject.otherSaúde Reprodutivaen_US
dc.titleDesigualdade social nas taxas de cesariana em primíparas no Rio Grande do Sulen_US
dc.typeArticleen_US
Files
Original bundle
Now showing 1 - 1 of 1
Loading...
Thumbnail Image
Name:
605076016.pdf
Size:
77.57 KB
Format:
Adobe Portable Document Format
License bundle
Now showing 1 - 1 of 1
No Thumbnail Available
Name:
license.txt
Size:
1.71 KB
Format:
Plain Text
Description: