Perfil epidemiológico da hanseníase em menores de quinze anos de idade, Manaus (AM), 1998-2005

Copyright
open access
Type
Article
Date
2008
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Faculdade de Saúde Pública da Universidade de São Paulo
Alternative Title
Epidemiological profi le of leprosy in children under 15 in Manaus (Northern Brazil), 1998–2005
Affilliation
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil / Universidade Federal de Roraima. Boa Vista, RR, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil / Universidade Federal do Amazonas. Manaus, AM, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil / Universidade Federal do Amazonas. Manaus, AM, Brasil
Fundação Oswaldo Cruz. Centro de Pesquisa Leônidas e Maria Deane. Manaus, AM, Brasil / Universidade Federal do Amazonas. Manaus, AM, Brasil
Fundação de Dermatologia e Venereologia Alfredo da Matta. Manaus, AM, Brasil
Fundação de Dermatologia e Venereologia Alfredo da Matta. Manaus, AM, Brasil
Advisor
Co-Advisor
Committee Member
Organizer
Coordinator(s)
Institutional author
Director
item.page.production
Screenplay
Producer
Recorder
Abstract
OBJETIVO: Analisar a situação epidemiológica da hanseníase em crianças, em zona urbana. MÉTODOS: Foram estudados 474 casos de hanseníase, em menores de 15 anos, detectados na zona urbana de Manaus (AM), de 1998 a 2005. A partir dos dados do Sistema de Informações de Agravos de Notifi cação foram analisados o perfi l da endemia e a qualidade do atendimento nos serviços de saúde, utilizando os indicadores epidemiológicos e operacionais Programa Nacional de Eliminação da Hanseníase. RESULTADOS: Os casos de hanseníase em menores de 15 anos corresponderam a 10,4% do total de casos detectados no período. O coefi ciente de detecção nessa faixa etária manteve-se no nível hiperendêmico entre 1998 e 2003, reduzindo a partir do ano de 2004 mas mantendo endemicidade muito alta. A forma clínica mais freqüente foi a tuberculóide, seguida da dimorfa. As formas paucibacilares corresponderam a 70,7% dos casos e no momento do diagnóstico, o grau de incapacidades foi avaliado em 94,7% dos pacientes, dos quais 2,9% apresentaram incapacidades físicas. A maioria dos casos (99,4%) foi tratada com o esquema poliquimioterápico da Organização Mundial da Saúde. CONCLUSÕES: Apesar de seu decréscimo, o coefi ciente de detecção da hanseníase nas crianças em Manaus mantém nível de endemicidade muito alto.
Abstract
Abstract in Spanish
Abstract in French
Description
Keywords in Portuguese
Amazonas, Brasil, Índios Sul-Americanos, Região Norte, Saúde de Populações Indígenas, Região Amazônica, Epidemiologia, Saúde da Criança, Hanseníase, Estudos Epidemiológicos, Sistemas de Informação em Saúde, Saúde do Adolescente, Doenças Endêmicas, Notificação de Doenças
Keywords
Keywords in Spanish
Keywords in French
DeCS
Brasil, Saúde de Populações Indígenas, Índios Sul-Americanos, Epidemiologia, Ecossistema Amazônico, Saúde da Criança, Hanseníase, Estudos Epidemiológicos, Doenças Parasitárias, Doenças Infecciosas, Saúde do Adolescente, Doenças Endêmicas, Sistemas de Informação em Saúde
Event Date
Previous version
Related Document
Means of dissemination
Duration
Duration
Original color system
Target audience context
Audience occupation
Educational Description
Evaluation
Peer Reviewed
Publication Status
Sponsorship
Latest version
Version
Event Location
Event title
Event Type
Citation
IMBIRIBA, Elsia Belo; HURTADO-GUERRERO, José Camilo; GARNELO, Luiza; LEVINO, Antônio; CUNHA, Maria da Graça; PEDROSA, Valderiza. Perfil epidemiológico da hanseníase em menores de quinze anos de idade, Manaus (AM), 1998-2005. Revista de Saúde Pública, v. 42, n. 6, p. 1021-1026, 2008.
ISBN
ISSN
1518-8787
DOI
10.1590/S0034-89102008005000056
Defense Institution
Degree date
Defense location
Programa