Domicílios indígenas nos censos demográficos: classificação, composição e interfaces com a saúde

dc.contributor.advisorSantos, Ricardo Ventura
dc.contributor.authorMarinho, Gerson Luiz
dc.date.accessioned2019-08-08T12:38:40Z
dc.date.available2019-08-08T12:38:40Z
dc.date.issued2015
dc.degree.grantorFundação Oswaldo Cruz . Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca
dc.degree.localRio de Janeiro/RJ
dc.description.abstractOs censos nacionais são importantes instrumentos com vistas à caracterização de pessoas e domicílios, fornecendo subsídios para implementação de políticas públicas nas mais diversas áreas, incluindo saúde. Esta tese é composta por quatro textos inéditos que abordam questões ligadas ao tema dos domicílios indígenas nos censos nacionais (com foco no Censo Demográfico 2010) e suas interfaces com o campo da saúde. As principais fontes de dados foram os microdados da amostra do Censo Demográfico 2010 e tabulações referente ao universo obtidas a partir do Banco Multidimensional de Estatísticas (BME/IBGE). Os procedimentos de análise incluíram estatísticas descritivas e modelagem multivariada (regressão logística binária e multinomial). Os principais achados são os seguintes: 1) Em 2010, as maiores proporções de moradores indígenas residentes em domicílios classificados como improvisados ocorreram em áreas urbanas do Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Sul. Ao receberem tal classificação, os domicílios deixam de ser caracterizados quanto ao saneamento básico. Portanto, para o conjunto de indígenas analisados, a maioria Guarani Kaiowá (MS) e Kaingang (RS), não houve o levantamento de informações acerca de destino de lixo doméstico e dejetos, abastecimento de água potável, dentre outras; 2) Sobretudo na situação urbana, houve importante diminuição entre os censos de 2000 e 2010 quanto ao volume de pessoas autodeclaradas indígenas que residiam em domicílios nos quais todos os moradores também eram indígenas ( unicolor ). Ainda assim, comparativamente às outras categorias de cor ou raça, os indígenas apresentaram uma das menores proporções (41,7%) de pessoas residentes em domicílios unicolores em situação urbana em 2010. Também para situação urbana observou-se que aproximadamente um quarto dos indígenas residiam em domicílios cujos responsáveis não eram indígenas, em contraposição a baixíssima frequência (< 5%) em área rural; 3) A análise dos domicílios em situação urbana nos quais vivia pelo menos um indígena demonstrou marcantes diferenças nas características socioeconômicas dos responsáveis segundo cor ou raça. Quando a pessoa responsável era indígena (56,2%), houve maiores chances de apresentarem condições socioeconômicas menos favoráveis. Uma possível explicação é que essas pessoas preferiram optar por outras categorias, predominantemente parda , em detrimento à identidade indígena ; 4) A partir da investigação dos arranjos formados por pais, mães e filhos(as), sendo pelo menos um deles indígena, evidenciou-se a estreita associação entre a cor ou raça dos filhos(as) e, sobretudo, das mães. Além disso, os padrões de associação entre a cor ou raça dos filhos(as) e variáveis socioeconômicas de pais, filhos e domicílios se mostraram distintos segundo contextos urbano e rural. Sobretudo na situação urbana, houve chances maiores dos filhos serem indígenas quando estavam em domicílios com menores níveis de rendimento mensal e com maior número de pessoas. Argumenta-se que, ao abordar temas relativos à classificação e composição dos domicílios indígenas, a presente tese traz reflexões que problematizam aspectos relativos à geração de indicadores sociodemográficos, incluindo os de saúde, a partir de dados censitários.
dc.identifier.citationMARINHO, Gerson Luiz. Domicílios indígenas nos censos demográficos: classificação, composição e interfaces com a saúde. 2015. 156 f. Tese (Doutorado) - Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, Rio de Janeiro, 2015
dc.identifier.urihttps://repositorio.bvspovosindigenas.fiocruz.br/handle/bvs/895
dc.language.isopor
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.ddcHabitação
dc.subject.decsBrasil
dc.subject.decsÍndios Sul-Americanos
dc.subject.decsSaúde de Populações Indígenas
dc.subject.decsDemografia
dc.subject.decsIndicadores Básicos de Saúde
dc.subject.decsCensos
dc.subject.otherBrasil
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanos
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenas
dc.subject.otherMato Grosso do Sul
dc.subject.otherHabitação
dc.subject.otherRegião Sudeste
dc.subject.otherKaingang
dc.subject.otherRio Grande do Sul
dc.subject.otherDemografia
dc.subject.otherCensos
dc.subject.otherRegião Centro Oeste
dc.subject.otherIndicadores Básicos de Saúde
dc.subject.otherGuarani Kaiowá
dc.titleDomicílios indígenas nos censos demográficos: classificação, composição e interfaces com a saúde
dc.typeThesisen_US
Files
Original bundle
Now showing 1 - 1 of 1
Loading...
Thumbnail Image
Name:
791624340.pdf
Size:
1.18 MB
Format:
Adobe Portable Document Format
License bundle
Now showing 1 - 1 of 1
No Thumbnail Available
Name:
license.txt
Size:
1.71 KB
Format:
Plain Text
Description: