Dinâmica de obtenção e consumo de plantas alimentares ao longo do tempo em uma Aldeia Guarani, e sua relação com a saúde na percepção indígena, São Paulo, Brasil

Copyright
open access
Type
Dissertation
Date
2010
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Alternative Title
Affilliation
Co-Advisor
Committee Member
Organizer
Coordinator(s)
Institutional author
Director
item.page.production
Screenplay
Producer
Recorder
Abstract
A alimentação vem sofrendo uma série de modificações, tanto na forma de obtenção, quanto de preparo dos alimentos. Este processo atinge as comunidades indígenas, e traz como consequência, carências nutricionais e alterações culturais. Muitas culturas não fazem distinção entre alimento e medicamento. No Brasil, vários trabalhos focando a atividade biológica das plantas vêm sendo desenvolvidos nas últimas décadas. Este trabalho teve como objetivo registrar a alteração alimentar ao longo do tempo, relatada pelos entrevistados da aldeia Guarani Tenondé Porã, bem como observar suas percepções a respeito desta alteração e sua influência na saúde. Para tanto, foram utilizados técnicas e métodos da etnografia como diários de campo, entrevistas informais, não-estruturadas e observação participante. Foram entrevistados 15 indígenas que relataram alterações na forma de obtenção dos alimentos, o que levou a substituições e, até mesmo, ao abandono de alguns espécimes vegetais, bem como a incorporação de novos alimentos e alterações nas receitas. Algumas plantas mantiveram seu uso, principalmente aquelas utilizadas em contextos rituais. Seu uso crônico, bem como os benefícios à saúde que promovem, incluindo a prevenção e/ou tratamento de doenças, sugerem sua equivalência aos alimentos nutracêuticos. O milho (Zea mays L. ssp.), o tabaco (Nicotiana spp. L.) e a erva-mate (Ilex paraguariensis St. Hil.), são alguns exemplos e foram destacados no estudo pois são considerados pelos indígenas como os alimentos, tanto para o corpo quanto para a alma, mais importantes nessa aldeia. As doenças também são divididas naquelas do corpo e da alma pelos indígenas. Segundo relatos dos indígenas, ambos tipos de doenças têm aumentado a sua freqüência ao longo do tempo devido a vários fatores, sempre ligados ao abandono de certas tradições do Povo Guarani, tais como: alteração alimentar, que envolve tanto à perda quanto a inserção do uso de novos alimentos e a alteração na forma de preparo; falta de obediência a Nhanderu ( Deus dos Guarani) e finalmente, a falta de espaço adequado para as atividades diárias como o cultivo e a caça, que acabam promovendo o sedentarismo.
Abstract
Abstract in Spanish
Abstract in French
Description
Keywords in Portuguese
Brasil, Índios Sul-Americanos, Saúde de Populações Indígenas, Região Sudeste, São Paulo, Antropologia Cultural, Etnobotânica, Prevenção de doenças, Guarani Tenondé Porã, Plantas comestíveis, Psicofarmacologia, Suplementos Nutricionais, Tabaco
Keywords
Keywords in Spanish
Keywords in French
DeCS
Brasil, Índios Sul-Americanos, Saúde de Populações Indígenas, Antropologia Cultural, Prevenção de doenças, Etnobotânica, Plantas comestíveis, Suplementos Nutricionais, Psicofarmacologia, Tabaco
Event Date
Previous version
Related Document
Means of dissemination
Duration
Duration
Original color system
Target audience context
Audience occupation
Educational Description
Evaluation
Peer Reviewed
Publication Status
Sponsorship
Latest version
Version
Event Location
Event title
Event Type
Citation
VIEIRA, Nayara Begalli Scalco. Dinâmica de obtenção e consumo de plantas alimentares ao longo do tempo em uma aldeia Guarani, e sua relação com a saúde na percepção indígena, São Paulo, Brasil. 2010. 99 f. Dissertação (Mestrado em Ciências) - Escola Paulista de Medicina, Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, 2010.
ISBN
ISSN
DOI
Defense Institution
Universidade Federal de São Paulo
Degree date
Defense location
São Paulo/SP
Programa