Nascimento na sociedade Bororo: Saberes e fazeres no tecer do corpo da mulher

Copyright
Type
Dissertation
Date
2015
Journal Title
Journal ISSN
Volume Title
Publisher
Alternative Title
Affilliation
Universidade Federal de Mato Grosso
Co-Advisor
Committee Member
Organizer
Coordinator(s)
Institutional author
Director
item.page.production
Screenplay
Producer
Recorder
Abstract
Nota-se, nos últimos anos, uma maior afluência de gestantes indígenas para dar à luz nos centros urbanos. Contudo, observa-se que, na lógica hegemônica de funcionamento do sistema hospitalar, pautado no modelo biomédico, a atenção oferecida ao parto e nascimento contrasta com as práticas tradicionais indígenas e com a forma como os corpos são percebidos nas suas diferentes culturas. Atualmente, vivem em Mato Grosso (MT) 42.525 indígenas pertencentes a 43 diferentes povos. Nesse contingente, o povo Bororo soma 2.348 indivíduos e têm seus territórios localizados em cinco diferentes municípios. O presente estudo teve como objetivo compreender os processos de educação tradicional inscrita no corpo Bororo no que se refere à concepção, gestação, parto e pós-parto. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, do tipo etnográfica, que integra a linha de pesquisa Movimentos Sociais, Política e Educação Popular do Programa de Pós-Graduação em Educação da UFMT. Para a coleta de dados, utilizou-se da observação participante, diário de campo e entrevistas etnográficas. O sujeito foi a população Bororo da aldeia de Córrego Grande, localizada no município de Santo Antônio do Leverger-MT. Com base nos contatos realizados neste espaço, houve a indicação de mulheres que vivenciaram a gestação e o parto, bem como anciãos e anciãs que educam e cuidam destas mulheres. De posse do material coletado, os dados foram organizados em duas categorias principais. A primeira delas refere-se aos processos de educação tradicional, que se inscrevem no corpo Bororo antes, durante e após o período gestacional, e a segunda trata das práticas biomédicas introduzidas após a institucionalização do parto Bororo. Os resultados obtidos indicam que o processo de educação do corpo Bororo é contínuo e ocorre no coletivo da aldeia, sendo transmitido por meio da oralidade, corporeidade e observação, sendo facilitada pela relação intergeracional. Durante o período gravídico-puerperal, a educação Bororo dedica-se a tecer corpos saudáveis, o que está relacionado com o ensinamento de valores morais e éticos, e o faz mediante a prática de resguardos e um conjunto de prescrições e proibições que, se não cumpridas, podem afetar a saúde dos pais e da criança, além de impactar o desenvolvimento da pessoa. Após o contato com o modelo médico oficial, a população Bororo passou a acessar tanto os saberes tradicionais como os saberes biomédicos no que se refere à concepção, gestação, parto e pós-parto. Contudo, o crescente processo de medicalização têm gerado incompreensões, principalmente pelas contradições existentes entre a atenção hospitalar oferecida e as expectativas dessa sociedade. O fato de algumas práticas tradicionais não serem mais realizadas atualmente, em substituição a outras, típicas do modelo biomédico, leva à percepção, entre os Bororo, de que o corpo de hoje não é o mesmo de antigamente. Assim, a presente pesquisa pretende trazer contribuições para que se possa questionar a prática hegemônica do atual modelo de atenção ao parto, bem como oferecer subsídios para a reflexão crítica da importância e necessidade do estabelecimento de um diálogo intercultural na atenção à saúde indígena, em especial aquela destinada ao ciclo gravídico puerperal.
Abstract
Abstract in Spanish
Abstract in French
Description
Keywords in Portuguese
Bororo, Mato Grosso, Região Centro-Oeste, Cultura Indígena
Keywords
Keywords in Spanish
Keywords in French
DeCS
Brasil, Saúde de Populações Indígenas, Índios Sul-Americanos, Antropologia Cultural, Corpo Humano, Cultura, Medicalização, Nascimento
Event Date
Previous version
Related Document
Means of dissemination
Duration
Duration
Original color system
Target audience context
Audience occupation
Educational Description
Evaluation
Peer Reviewed
Publication Status
Sponsorship
Latest version
Version
Event Location
Event title
Event Type
Citation
MEDEIROS, Renata Marien Knupp. Nascimento na sociedade Bororo: saberes e fazeres no tecer do corpo da mulher. 2015. 152 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação, Cuiabá, 2015
ISBN
ISSN
DOI
Defense Institution
Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Educação
Degree date
Defense location
Cuiabá/MT
Programa
Programa de Pós-Graduação em Educação