Perfil epidemiológico dos indígenas referenciados para Casa de Saúde Indígena do Distrito Federal

dc.contributor.authorAn, Lívia Umebara Lopes
dc.date.accessioned2019-08-08T12:07:33Z
dc.date.available2019-08-08T12:07:33Z
dc.date.issued2017
dc.degree.grantorUniversidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde
dc.degree.localBrasília/DF
dc.description.abstractEsta dissertação visa caracterizar o perfil epidemiológico dos pacientes indígenas referenciados à CASAI-DF, bem como identificar outras morbidades, dados sóciodemográficos e resolução dos problemas que geraram os encaminhamentos. Método: Constitui um estudo epidemiológico transversal, de base institucional, retrospectivo acerca do perfil epidemiológico dos indígenas encaminhados à CASAI/DF através da adaptação de dois instrumentos de coleta de dados um proposto por Dantas (2010) e outro adivindo do prontuário do Ambulatório de Saúde Indígena do Hospital Universitário de Brasília (ASI-HUB). A população de estudo foi composta por 109 prontuários de indígenas com idade superior a 18 anos e a análise foi realizada através do programa SPSS Statistics 20. Resultados e discussão: Entre os pacientes encaminhados para a CASAI-DF, 33 (30,0%) apresentaram patologias associadas a quatro principais tipos de doenças crônicas não transmissíveis, sendo maioria do sexo feminino (p = 0,600), do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xingu (p = 0,919), que não retornaram ao tratamento em Brasília (p = 0,087) e vieram por motivo de consulta ambulatorial (p = 0,868), não apresentando diferença estatisticamente significativa nessas variáveis. Considerações: Os achados dessa pesquisa demonstram que as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são encontradas entre as demais patologias nos povos indígenas encaminhados para tratamento de saúde em Brasília. Apesar de não poder extrapolar esse resultado para os DSEIs e não ser representativo do perfil dos indígenas do Brasil, justificam atendimento voltado para essa área, prestação de um cuidado integral, multidisciplinas e que inclua a cultura indígena valorizando os dois saberes e políticas de saúde que visem à prevenção, promoção e tratamento e reabilitação dos povos indígenas, em todos os pontos de atenção do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASI) objetivando a defesa da vida.
dc.identifier.citationAN, Lívia Umebara Lopes. Perfil epidemiológico dos indígenas referenciados para Casa de Saúde Indígena do Distrito Federal. 2017. 112 f. Dissertação - Universidade de Brasília. Faculdade de Ciências da Saúde, Brasília, 2017
dc.identifier.urihttps://repositorio.bvspovosindigenas.fiocruz.br/handle/bvs/680
dc.language.isopor
dc.rightsopen accessen_US
dc.subject.decsAlimentos, Dieta e Nutriçãoen_US
dc.subject.otherBrasilen_US
dc.subject.otherÍndios Sul-Americanosen_US
dc.subject.otherSaúde de Populações Indígenasen_US
dc.subject.otherEpidemiologiaen_US
dc.subject.otherRegião Centro-Oesteen_US
dc.subject.otherCASAIen_US
dc.subject.otherEstudos Epidemiológicosen_US
dc.subject.otherServiços de Saúde do Indígenaen_US
dc.subject.otherDistrito Federalen_US
dc.subject.otherDoenças Crônicas não Transmissíveisen_US
dc.subject.otherCasas de Apoio à Saúde Indígenaen_US
dc.subject.otherAlimentação e Nutriçãoen_US
dc.titlePerfil epidemiológico dos indígenas referenciados para Casa de Saúde Indígena do Distrito Federal
dc.typeDissertationen_US
Files
Original bundle
Now showing 1 - 1 of 1
Loading...
Thumbnail Image
Name:
307115415.pdf
Size:
2.94 MB
Format:
Adobe Portable Document Format
License bundle
Now showing 1 - 1 of 1
No Thumbnail Available
Name:
license.txt
Size:
1.71 KB
Format:
Plain Text
Description: